Conhecer as regras do jogo para jogar o jogo....

Essas últimas férias (dez-17/jan-18) me fizeram um tanto mais reflexiva e observadora das competências sociais desenvolvidas até então por meus filhos, ambos com 08 anos de idade e com diagnóstico de TEA. Estão numa idade em que muitas habilidades ou "desabilidades" já não passam despercebidas sejam por adultos ou por seus pares. Um simples momento de espera por uma instrução de um brinquedo, o se comportar numa mesa de um restaurante, os momentos sociais em que são necessários permanecer em silêncio, o fato de que o mundo não gira ao redor das próprias decisões e desejos, que é necessário saber o limite corporal entre duas pessoas; mesmo que em situações de brincadeira.... enfim! Poderia ci

Como manter a própria regulação emocional enquanto auxilio a criança ?

No dia a dia e nos momentos específicos em que trabalhamos com nossas crianças com TEA, precisamos estar atentos ao nosso próprio estado emocional, pois, este, influencia o estado emocional de nossa criança. Para avaliar a própria regulação emocional é preciso avaliar o grau de reações físicas, emocionais e cognitivas que temos ao nos depararmos com determinados comportamentos de nossa criança. Dependendo de nossas reações, ficamos incapazes de pensar e agir com clareza e precisão necessárias a uma determina situação. Alguns comportamentos desencadeantes típicos que provocam reações mais enérgicas são: reações ou comportamentos da criança nos momentos de angústia, pouca flexibilidade da cria

Desafios do Desenvolvimento

Sabe-se que no desenvolvimento infantil existe uma base para toda a aprendizagem e desenvolvimento. As crianças típicas, muitas vezes dominam essas habilidades de forma relativamente fácil. Crianças com desafios sócio-emocionais muitas vezes não o fazem, não necessariamente porque elas não podem, mas porque seus desafios biológicos tornam o domínio mais difícil. Ao compreender essas habilidades e os fatores que os influenciam e ao apresentar uma direção de trabalho sobre eles, pais, cuidadores, educadores e terapeutas podem ajudar suas crianças a vivenciarem experiências emocionais adequadas durante cada um dos níveis de desenvolvimento, ajudando-os a desenvolver habilidades cognitivas, soci

Práxis e Autismo: uma lacuna entre intenção e ação

O planejamento motor ou praxis é o processo cognitivo que precede um comportamento; envolve a organização do timing e sequência das ações (Parham & Fazio, 1997). Pessoas com autismo podem saber exatamente o que querem fazer, mas podem não conseguir executar a ação para se realizar aquele desejo, aquela intenção. Crianças com TEA têm dificuldades significativas nas várias etapas do planejamento motor, especialmente na ideação, planeamento e sequenciação e no feedback, devido às suas limitações no processamento e integração dos estímulos sensoriais, no esquema corporal, no pensamento abstrato, na interpretação das pistas do meio, à sua obsessão pela estruturação e aos comportamentos peculiares

Semana Intensiva TEA: motivação e Centro de Psicomotricidade Água e Vida-Curitiba

Difícil fazer esse vídeo. Não posso chamar de "melhores momentos", pois todos foram únicos e especiais. Agradeço a Jocian Machado Bueno e Renata Bueno por toda confiança. Agradeço à equipe maravilhosa, dedicada e competente que esteve conosco durante esses dias. Agradeço aos pais e familiares que nos presentearam com a presença, a alegria e o amor vivenciado com cada criança presente. Agradeço infinitamente às essas crianças que me fazem refletir dia a dia sobre o verdadeiro sentido de tudo, valorizar o que deve de fato ser valorizado e vivenciar um amor genuíno e sem preconceitos. ASSISTAM E PERCEBAM UM POUQUINHO DO QUE TIVEMOS

Posts Recentes
Arquivo
Categorias

© 2017 por Motivação Autismo - Curitiba/PR