DIR/FLOORTIME- Capacidade 4: Comunicação complexa e resolução de problemas compartilhados

Capacidade 4: Comunicação complexa e resolução de problemas compartilhados

A capacidade 4 é um grande marco para qualquer criança, mas especialmente para aqueles com atrasos no desenvolvimento. É nessa capacidade que muitas coisas começam a acontecer.


Uma criança vai começar a descobrir que se eles querem um brinquedo que está na prateleira, eles têm que puxar a mão da mamãe para obtê-lo para eles. Ou seja, agora eles estão usando a capacidade 3 para resolver problemas.


Agora haverá três ou quatro passos em direção a um objetivo. A criança desenvolve o reconhecimento de padrões antes da linguagem, o que leva ao desenvolvimento da linguagem e ao pensamento científico mais tarde, à medida que descobrem causa e efeito.


Eles também vêem padrões dentro de si mesmos e nos outros, como ser capaz de ser feliz às vezes e também ser capaz de ser triste às vezes.


Ainda mais nessa capacidade, uma criança será capaz de tolerar suas explosões emocionais porque ela pode entender os sinais não verbais da comunicacao.


Em crianças com desenvolvimento típico, essa etapa começa aos 10 a 18 meses de idade. Em crianças com desafios de desenvolvimento este estágio pode ser bastante desafiador.

Muitos pais se referem a seus filhos como "de alto funcionamento" porque têm uma boa linguagem receptiva e podem até reconhecer números ou letras.


Mas mesmo com essas habilidades, algumas crianças são incapazes de manter interações sustentadas e contínuas (30 ou mais trocas reciprocas) e são incapazes de resolver problemas sociais (mesmo que possam resolver problemas independentemente).


Destaco esse ponto acima de GRANDE IMPORTANCIA!!!!!


Nessa capacidade, precisamos ver que as crianças podem ter atenção conjunta com seus cuidadores para resolver um problema em conjunto.

Precisamos ver que eles iniciam uma interação com o objetivo em mente e sinalizam com você para resolver o problema de alcançar esse objetivo.


Para incentivar a comunicação reciproca e resolução de problemas sociais é necessario MOTIVAR a criança a fazer algo para/com você, ao invés de você fazer algo para a criança.


Um dos primeiros sinais de que as crianças estão tendo desafios é que eles evitam tomar a iniciativa na interação social e preferem responder aos outros.


Uma criança que luta para conectar seu afeto às suas habilidades motoras tenderá a desistir se enfrentar um desafio e passar para outra coisa em vez de persistir.


Assim, podem não formar habilidades de reconhecimento de padrões e se envolver em comportamento repetitivo.

Muitas crianças autistas lutam nessa capacidade e permanecem presas nos estágios iniciais do desenvolvimento.


Eles podem aprender a falar e ler, mas seu discurso é roteirizado e repetitivo. Eles podem ler, mas não compreendem completamente o que estão lendo.


Contudo, por meio de interações emocionais significativas as crianças podem chegar a esta fase, mas isso requer muito apoio.

Referencia: Engaging Autism- Usando a abordagem Floortime para ajudar as crianças Relacionar, comunicar e pensar

STANLEY I. Greenspan, MD SERENA WIEDER, PH.D.

Posts Em Destaque
Posts Recentes
Arquivo
Procurar por tags
Nenhum tag.
Siga
  • Facebook Basic Square
  • Twitter Basic Square
  • Google+ Basic Square

© 2017 por Motivação Autismo - Curitiba/PR