Familia e o TEA (a importância de nossas escolhas)

Há um movimento crescente em direção às Abordagens Desenvolvimentistas para o TEA e os cuidadores podem ter opções baseadas em evidências, em vez de uma terapia prescritiva !!!🤔🤔


O que as famílias escolherão dependerá de suas crenças, valores e estilo de vida. Para auxiliar nesse processo, é importante pensar nessas quatro áreas principais: Empoderamento , Educação , Apoio e Respeito .






  • Empoderamento 👩‍👦‍👦👩‍👦‍👦 Precisamos capacitar os pais e a criança também. É importante que os pais não sejam deixados de lado da terapia por trás de uma porta fechada por 45 minutos. Os pais precisam se sentir capazes e que são os melhores professores de seus filhos, pois os conhecem melhor e sentem que podem realizar algo sendo um participante ativo na vida de seus filhos, em vez de terapeutas assumindo o controle enquanto eles ficam de lado. Precisamos mudar essa mentalidade de que algo está quebrado e precisa ser consertado por terapeutas.

Se algo não soar bem, permanecer um incômodo, ouça sua intuição como pai/ mãe. Pode ser desafiador porque carregamos a culpa de nos perguntar se fizemos a coisa certa. É um processo, vivemos fazendo escolhas, como uma dança. E conforme as coisas mudam ( com idade, com prioridades, com novos desafios...) fazemos a dança novamente, confiantes de que somos os mais bem equipados para sustentar nossos filhos.


  • Educação 📚📚 : Parte de como você se fortalece é com a educação, que consiste em aprender sobre as opções que existem. Ninguém pode presumir saber o que é melhor para seu filho. Educar-se é essencial.


  • Apoio, suporte : Você simplesmente não pode ser solicitado a ler um livro ou visitar um site. É formar um relacionamento sólido com a família. Assim, os pais se sentem apoiados. Porém, muitos pais resistem em assumir um papel ativo na terapia de seus filhos. Sendo que, alguns pais podem não saber que deveriam se envolver e outros podem não querer.


  • Respeito : Respeito é ter a confiança no terapeuta que escolheu e inclui respeito pela criança e pelos pais, é defender a criança. Os pais devem sempre sentir que podem dizer “ Isso está funcionando para mim ” e “ Não gosto disso ”.Um bom profissional sempre terá prazer em explicar..

Referencias: D.Brown

Por Karlen Pagel.

Posts Em Destaque
Posts Recentes
Arquivo
Procurar por tags
Nenhum tag.
Siga
  • Facebook Basic Square
  • Twitter Basic Square
  • Google+ Basic Square

© 2017 por Motivação Autismo - Curitiba/PR