Please reload

Posts Recentes

I'm busy working on my blog posts. Watch this space!

Please reload

Posts Em Destaque

Canais não verbais da Comunicação

December 23, 2017

Muitas vezes exigimos tanto de nossas crianças que esquecemos de compartilhar experiências simples que favorecem a comunicação.

 

80% de nossa comunicação deveria ser de compartilhamento de experiências e apenas 20% por desempenho ou demanda. Para isso, precisamos nos habituar a utilizar principalmente os canais não verbais da comunicação para não corrermos o risco de estar monopolizando a comunicação com nossas crianças.

 

Dessa forma, contribuimos para o desenvolver do pensamento ativo, da iniciação, da referência e contato visual, da imitação, da espontaneidade.


Esse foi um jogo simples com Caio, de esconder objetos do seu interesse entre uma roda de bonecos. Daí fomos desenvolvendo a comunicação e cognição social.

 

Podem perceber que Caio apresenta as seguintes habilidades no decorrer do vídeo: imitação, iniciação, contato visual, ação coordenada comigo, gestos, comentários, prosódias, até que por fim ele mesmo já elaborava as perguntas para mim. O espaço e tempo para ele iniciar foi fundamental nesse jogo.

 

Indo além.....

 

Recomendações para o desenvolvimento de uma comunicação consciente e de partilha de experiências

 

Comunique-se para convidar a criança a compartilhar experiências simples aqui e agora.

  • Determine se o seu estilo de comunicação contém implicitamente compartilhamento ou demandas de desempenho. 

  • Remova a resposta implícita ou demandas de desempenho da comunicação. Por exemplo, aprenda a fazer perguntas que reflitam sua curiosidade sem comunicar que espera da criança qualquer resposta "certa" ou "errada".

Use principalmente canais não-verbais de comunicação.

  • Avalie até que ponto a linguagem monopoliza e / ou domina sua comunicação, ao contrário de outros canais não-verbais.

  • Trabalhar no desenvolvimento do hábito de inverter a linguagem / domínio não-verbal.

  • Saiba quanto de influência você pode ter sem palavras.

Empregar linguagem com moderação, eficiência e de forma integrada com outros canais.

  • Torne-se consciente de sua "quantidade" típica de linguagem. A quantidade apenas cria mais demandas de processamento que eliminam o "trabalho" central de compartilhamento de experiências. 

Comunique-se de uma forma que promova o pensamento

  • Avalie se o seu estilo de comunicação incentiva pensamento ativo ou reação passiva.

  • Observe o seu ritmo comunicativo natural para se certificar de que você está fornecendo tempo suficiente para a criança processar o que você está dizendo e responder de uma forma pensativa. 

Determine se e como você pode estar inconscientemente assumindo muita responsabilidade comunicativa.

  • Avalie se você está inconscientemente aceitando tentativas da criança de controlar o ambiente de comunicação.

  • Aprenda a distinguir entre "influência" recíproca e controle unilateral.

     

     

     

     

     

     

     

     

     

 

Referência: https://stage.rdiconnect.com

 

Share on Facebook
Share on Twitter
Please reload

Siga

I'm busy working on my blog posts. Watch this space!

Please reload

Procurar por tags